segunda-feira, 30 de junho de 2008

Livros que li

(em RTP notícias)

"Diz Eduardo Prado Coelho que «a grande força [de José Luís Peixoto] está no modo como narra histórias que se dobram para dentro da sua própria loucura e no fio puríssimo de luz com que as vai reunindo e salvando do esquecimento».

CAL reúne textos de natureza diversa (3 poemas, 17 contos, 1 peça de teatro), ancorados num espaço rural e na vivência e memória dos mais velhos. Aqui, a experiência da duração, da continuidade, funde-se com o sonho e com a loucura, num tempo fora do tempo."

É mesmo um muito bom livro, de verdade...

1 comentário:

Vertigo disse...

Ainda não li nada dele.não sei se é por ter sido muito comercializado,e por já ter lido inúmeros excertos aqui na blogosfera,que não me dá vontade de comprar. faz lembrar um pouco o anjo negro,o Adalberto..mas eu agora não posso ler essas coisa escuras..preciso de luz ;)

Beijinhos,menina*